Desponta no horizonte um novo paradigma, o Direito Sistêmico, com estreita comunicação com a psicoterapia de mesmo nome, cuja principal característica é a visão do indivíduo não de forma isolada, mas sim inserido em diversos sistemas, sendo o primeiro e mais importante, a família, bem como suas relações e interações.

...

 

 

 

 

 

 

 

 

Síndrome da Alienação Parental 4ª Edição
Importância da Detectação
Aspectos Legais e Processuais
Ana Carolina Carpes Madaleno
Rolf Madaleno
Editora Forense

Atualizado com a Visão Sistêmica

aplicada ao Direito

Atualmente, o Direito de Família encontra-se carente de soluções reais e não apenas paliativos que muitas vezes agravam as situações já conflituosas nos Tribunais e acabam por gerar inúmeras outras demandas, superlotando ainda mais o Judiciário que já não possui condições de oferecer um atendimento de qualidade e que verdadeiramente beneficie as milhares de famílias desfeitas em busca de resoluções. Esta busca encontra resultados nas Constelações Familiares (ou representação familiar, tradução de Familienaufstellung), uma inovadora técnica terapêutica breve, mas com efeitos profundos, difundida e aprimorada por Bert Hellinger, filósofo, teólogo, pedagogo e terapeuta alemão que ao longo de sua vida detectou três leis ou ordens que regem os sistemas e, tal qual a lei da gravidade, atuam nos indivíduos e suas relações quer queiram, quer não, de forma inconsciente e percebida principalmente por padrões que se repetem.

A primeira destas ordens é a hierarquia, de modo que os mais velhos ou primeiros tem preferência em relação aos últimos e mais novos e cada um tem seu papel e lugar específicos no sistema, sendo assim, a ausência de definição destes papéis ou mesmo a troca de lugares gera inúmeros desconfortos, exemplos disto são um filho se colocar em uma posição de superioridade em relação aos pais ou como é comum nas separações o menino ser colocado no posto de homem da casa, este é um fardo pesado demais para a criança mesmo que de maneira velada ou inconsciente e trará prejuízos posteriores. Estas simples ações causam os chamados emaranhamentos familiares e com eles uma série de distúrbios que podem variar de brigas e problemas de relacionamentos à separações traumáticas ou famílias desfeitas em virtude de uma herança, citando apenas as mais relevantes ao Direito Sistêmico de Família.

Outra ordem ou lei percebida por Bert Hellinger é o profundo desejo por pertencimento, fator inato de todo ser humano, que sem saber luta com todas suas forças para pertencer a um grupo, uma espécie de sentimento de clã. Para permanecer em sua família de origem o ser humano repete, ainda que afirme ou busque o contrário, os mesmos padrões familiares, por piores que sejam, pelo simples fato de que sendo igual ele se sente pertencente. Quando um membro é excluído de um sistema as consequências são graves e esta é uma ordem quebrada com facilidade nos casos de alienação parental, onde um cônjuge é rejeitado pelo outro, neste caso, as crianças por necessitarem deste pertencimento de ambos os pais sofrem uma grande crise de lealdade, além de sentirem esta rejeição como algo pessoal, entre outros diversos sintomas.

A terceira e última lei refere-se ao equilíbrio, em linhas gerais, relações onde não há o equilíbrio entre o que se dá e o que se recebe tendem ao fracasso. Sendo assim, as Constelações Familiares, que possuem uma visão essencialmente sistêmica, trazem à tona as verdadeiras causas dos conflitos juntamente com a tomada de responsabilidade e a consequente solução. Esta técnica atrelada ao Direito de Família busca amenizar as dores, os rancores e mágoas que permeiam as lides familiares, além de demonstrar a verdadeira raiz dos conflitos, sejam de ordem familiar ou sucessória que permeiam os incontáveis e morosos processos existentes no Judiciário brasileiro.

Artigos

A Alienação Parental, suas consequências e a busca de soluções à luz das Constelações Familiares e do Direito Sistêmico

Por Ana Carolina Carpes Madaleno, publicado na Revista do IBDFAM, 2015.

Leia mais

O QUE ACONTECE EM UMA CONSTELAÇÃO?

Por Alice Duarte

Pode ser que você nunca sequer tenha ouvido falar sobre Constelação Familiar (pensou agora em Astrologia? Esquece). Pode ser que até já tenha ouvido relatos pessoais de quem já participou de uma sessão em grupo ou individual. Se for este o caso, é muito provável que não conseguiu entender direito como funciona a técnica na prática.

Apesar das boas intenções deste post, eu logo faço uma advertência: você só vai conseguir ter uma ideia do que eu estou falando quando assistir pessoalmente a uma Constelação em grupo – e só vai compreender de fato quando participar como representante ou quando for trabalhar um assunto seu.

Bem, dito isso, separei a seguir cinco tópicos que sintetizam os preceitos básicos desse método:

Leia mais

Direito Sistêmico: A Justiça curativa, de soluções profundas e duradouras

Artigo de autoria do Procurador de Justiça Amilton Plácido Rosa

Leia mais

Leis Sistêmicas

Artigo sobre as três ordens descobertas por Bert Hellinger

Leia mais

Atuação

Ana Carolina Carpes Madaleno

Advogada

Atuação

Ana Carolina Carpes Madaleno é advogada graduada pela PUCRS, com formação em Psicologia Transpessoal e Constelações Familiares, também é coautora do livro Síndrome da Alienação Parental, importância da detecção, aspectos legais e processuais, Ed. Forense, e do livro Responsabilidade Civil no Direito de Família, da Editora Atlas. É sócia do Escritório Madaleno, que com sede em Porto Alegre, atua exclusivamente no ramo de Família e Sucessões há três gerações de advogados, somando assim, mais de setenta anos de experiência e respaldo nacional. Ao unir a inovação das Constelações Familiares com a tradição, experiência e conhecimento especializados na área de Família e Sucessões, o que possibilita uma estreita ligação com a efetiva mediação e mesmo resolução dos conflitos, busca levar um novo olhar à desgastada letra fria da lei, tratando cada caso com especial atenção. 

Atua com a visão sistêmica aplicada ao Direito de Família e Sucessões e com Constelações Sistêmicas Familiares individuais ou em grupo.

 

Currículo:

Graduação em Direito pela PUCRS, 2009

Extensão em Psicologia Transpessoal, 2012

Formação em Constelação Familiar pela CELPI – Caxias do Sul, 2014

Treinamento Internacional em Constelação Sistêmica com Guni Baxa (Áustria), 2014 Módulo: Equilíbrio do corpo, coração e mente através das constelações, pela Conexão Sistêmica.

Treinamento Internacional em Constelação Sistêmica com Ursula Franke-Bryson e Thomas Bryson (Alemanha/EUA). Módulo: Amor, perda e saudade – A cura do movimento primário interrompido, 2014 , pela Conexão Sistêmica.

Treinamento Internacional em Constelação Sistêmica com Joan Garriga – Espanha. Módulo: Uma parceria Conexão Sistêmica e Espaço Luz do Ser: Um trabalho com casais – O Amor que nos faz bem! 2015, pela Conexão Sistêmica.

Formação avançada O Movimento do Espírito, através dos bonecos, nas Constelações Individuais – Instituto Vera Bassoi, 2015.

Seminário com Bert e Sophie Hellinger – Formação para Constelador(a) Familiar segundo a Hellinger Sciencia®. São Paulo, 2016.

Curso Inteligência Sistêmica aplicada à mediação, pela Hipertema e Algi Mediação, São Paulo, 2016.

Professora convidada para o 4º módulo do curso de Extensão Visão Sistêmica Aplicada ao Judiciário pela UCS – Caxias do Sul, 2016.

Consteladora no Fórum de Novo Hamburgo, RS com o projeto Oficinas de Constelação desde 2016 nas Varas de Família e Violência Doméstica.

Formação em Constelações Dinâmicas com Gabriela Carvalho Fornari, 2017.

Professora convidada para a disciplina Constelações Familiares na Pós-graduação em Direito de Família – FMP, 2017.

Professora na I Semana de Constelações Familiares da ESA/OABRS, 2017.

Palestrante no I Seminário Nacional de Constelações Familiares na Justiça, Rio de Janeiro, RJ, 2017.

Formação Internacional em Constelações Estruturais com Guillermo Echegaray – Geiser Works, 2017.

Professora no Curso de Formação em Pensamento Sistêmico e Constelações Familiares com ênfase no Direito, da SBDSIS e Gestão da Advocacia Sistêmica, 2017.

Palestrante no I Encontro Catarinense sobre Aplicação Sistêmica do Direito: Constelações Judiciais em Debate, 2017.

Professora convidada para a disciplina de Constelações Familiares no Curso de aperfeiçoamento em Direito de Família e Sucessões 2017/02 da ESA/OAB-RS, 2017.

Palestrante no III Congresso Lusobrasileiro de Alienação Parental, Lisboa, PT, 2018.

Painelista na Formação em Pensamento Sistêmico e Constelações Familiares com ênfase no Direito, SBDIS e Gestão da Advocacia Sistêmica, 2018.

 



Saiba mais

Localização

Rua Tobias da Silva, 120, conj. 1012
Moinhos de Vento, Porto Alegre - RS
CEP 90570-020

Contato